Conheça o Coletivo Pineal

O Festival da Montanha já foi tema aqui do blog algumas vezes. Sempre bandas de amigos tocando por lá, fazendo um barulho legal num espaço legal. Mas eu nunca tinha parado pra pensar quem está por trás desse som todo, e cheguei no Coletivo Pineal.

“O Coletivo Pineal surgiu em 2009 quando eu, o Véio e o Lourenço, do The Vain, idealizamos o Festival da Montanha”. Quem diz é o Julito Cavalcante, um dos idealizadores do Coletivo. “A Região do Vale do Paraíba sempre teve ótimas bandas e demais artistas, mas sempre acontecia uns eventos não muito bem organizados e, com isso, as bandas não recebiam a devida atenção”, completa.

O primeiro Festival da Montanha, em 2009, foi um marco. “Com este acontecimento, começamos a entender melhor como funciona a organização de um festival, shows e eventos gerais. Assim surgiu a necessidade da criação do Coletivo”, explica Julito.

O Coletivo Pineal Envolve tanto bandas e artistas quanto eventos. “O Festival da Montanha terá sua 3ª edição em agosto. Acontecem também as noites mensais do Coletivo Pineal na Hocus Pocus, em São José dos Campos, e fizemos uma parceria com a Phyton (uma loja de sneakers que tem várias lojas espalhadas pelo Vale) e vamos usar a garagem deles em Taubaté como um ponto de cultura urbana. Além de bandas e discotecagem, terá live painting, exposições de fotografias, bazar de roupas e cerveja gelada”, detalha Julito.

Primeiro evento de 2011 do Coletivo Pineal

O Coletivo é formado por membros do The Vain, “mas sempre contamos com a ajuda da Rita e do Zé Lino, do Cabana Café, do Vinícius, do Sin Ayuda, e de Meteoro do Seamus”, conta. “Além das bandas que topam tocar em nossos eventos e outros parceiros, como o Toninho da Hocus Pocus, o Márcio da MAB e o Matheus da Phyton Shop”, completa.

Nas atividades e ações do Coletivo, não é só a música o foco, mas sim a arte em geral. “Em cada evento convidamos uma pessoa diferente pra fazer a arte e o Zé Lino se encarrega dos vídeos. E também há fotógrafos ótimos que fazem parte de todos os eventos, registrando cada show. O objetivo é divulgar os artistas da região e criar espaços onde eles possam mostrar seus trabalhos. O Vale do Paraíba ainda é carente de espaços onde possam ser divulgados trabalhos autorais”, conta Julito.

Para não perder o costume, foi perguntado a opinião sobre a cena: sobre a porcentagem de responsabilidade dividida entre os pilares da cena, como selo, coletivo, público, bandas e locais. “Eu acho que uma coisa leva a outra. Se tiver um lugar bacana, selo e coletivos vão querer fazer seus eventos”. Como principal dificuldade, Julito destaca o apoio financeiro: “Ano passado fizemos o Festival da Montanha com zero patrocínio. Foi a mágica da montanha que fez acontecer”, diz.

Saiba +: Site | @coletivopineal | Facebook

E Participe:

• 26/02 – Festa do Coletivo com o Aeromoças e Tenistas Russas no Hocus Pocus

• 27/02 – Festa do Coletivo na Garage Phyton em Taubaté com Aeromoças e Tenistas Russas

• 19/03 – Festa do Coletivo com Jair Naves no Hocus Pocus

•  26 e 27/03 –  Grito Rock Taubaté

***

Por Zelenski, ao som de Radiohead

Tweet este postSiga @cafeevitrolasCurta Café & Vitrolas no Facebook

Sobre Zelenski

Jornalista, designer, social media, músico e barbudo.
Esse post foi publicado em Matérias e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Conheça o Coletivo Pineal

  1. Pineal disse:

    Valeu Fábio.

    tamo junto.

  2. Fernando Lalli disse:

    Boto fé. Só digo isso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s